Estatística

Passei a odiar estatística. 
Bom, ela é importante pra muita coisa, mas pra mim ela tem um gosto amargo.
Ela tem cheiro de fraqueza, no caso, as minhas. E não é a mais óbvia de não ser tao boa em exatas. Essa eu nem ligo, tanta gente inteligente que não se dá bem com ela! 
Mas essa matéria de estatística virou um fardo. Ela esfrega na minha cara que eu me fiz dependente de alguém e como isso custa caro a mim.Tanto por ainda ter que frequentar um lugar cheio de lembranças que me dão calafrios, que me fazem olhar pra mim e ver quem eu fui (talvez quem eu sou). 
Posso argumentar a meu favor que aquele é um ambiente árido pra mim que, mesmo possuindo uns 10 anos a mais q os habituais frequentadores,  estou cheia de raiva e paixões no peito. Aquele ambiente não é pra gente assim. 
 
Só quero esse diploma. Vai ser um pedaço de papel cobiçado que representa uma escolha que até agora não sei se foi boa. 
Eu poderia tentar me convencer de que minha vida mudou, essa época ruim se foi. Entretanto, o quanto daquela pessoa restou em mim? Daquela que abandonou por 3 vezes a aula de estatística? 
 
Então, estamos aí. As assombrações de minha persona e a paranormal da estatística.
 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s