Caos

Queria eu ser o universo pra fazer tudo num só verso E como ele, não ter fim. Se eu me perder nesse infinito, você me conserta, deixa meu corpo em festa sem pedir licença em verso e anverso.