Disseram que eu não deveria (re)agir assim

Eu sei que você me visita em busca dos meus tombos. Talvez até ache que eu faça a mesma coisa. Não quis mais saber de você, nem dos seus tombos, das suas “conquistas”, nem das suas máscaras e seus delírios.

Infelizmente, você ainda existe por aqui. Porque vocês possuem o mesmo modus operandi, a mesma técnica de domesticação. Eu revejo aquelas cenas, eu me vejo atuando de novo. É tão perverso que não consigo me ver correndo com os lobos.

Vocês são um câncer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s