“Call me morbid, call me pale I’ve spent too long on your trail Far too long Chasing your tail…” Havia ali um pouco de tudo. De obsessão, de adoração, de submissão. Ah sim, de negação também. E o fim chegou. Mas os ãos permaneceram. Talvez novos surgiram e se amalgamaram aos outros. Parecia um remake … Mais