Home to oblivion

Uma pessoa que, em vários momentos, revela-se emocionalmente incapaz. Em seu mundo, em suas fantasias, crê que está apenas reagindo às açőes alheias. Os outros não sabem se comportar.

Mas eis que uma pessoa surge em sua vida. Essa pessoa tem que ser frágil, meio quebrada. Ao seu olhar, ela será perfeita. Resolverá seus problemas geralmente relacionados à desorganização, excesso de procrastinação e agressividade. Será sua audiência cativa. Esse é o script. 

Uma história repetida.

Mudam-se alguns detalhes, mas não o desfecho. A pessoa perfeita revela-se ao protagonista como mais uma daquelas que existem para a atormentar sua existência.


Me pergunto se costumava a programar seus movimentos e suas falas para manter a ordem e os humores. Ou, talvez, fingir que não se incomodava com determinadas ações.

Talvez seja precisamente pelo fato de você não ter feito um sincero retrospecto de tudo, dos detalhes amargos do cotidiano, que sente a falta. Tudo o que não é, tudo o que pode vir a ser ou que poderia ter sido parece ser o que falta em nossas vidas.

Você acha que é normal uma pessoa nunca chorar? Eu não.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s