Between the bars

Eu queria te dizer que passa. Mas não passa. Nem o vazio, nem o sentimento de inadequação, nem a sombra da rejeição. Não ajuda endeusar os ausentes. Esquece-se os gritos, as manipulações, o mal cuidar. A ausência vai dando uma tonalidade completamento nova na memória. Ele escreveu discos inteiros que conseguem descrever tudo o que … Mais Between the bars

“Call me morbid, call me pale I’ve spent too long on your trail Far too long Chasing your tail…” Havia ali um pouco de tudo. De obsessão, de adoração, de submissão. Ah sim, de negação também. E o fim chegou. Mas os ãos permaneceram. Talvez novos surgiram e se amalgamaram aos outros. Parecia um remake … Mais

Alford plea

As acusações para cada ré nem são tão diferentes assim. Uma delas foi culpada pelo pai, pela mãe, pela avó, pela tia e até pela cachorra. Culpada por não sentir toda a ridicularização bem quietinha. Ele pode ser tão medíocre, mas se sentirá o mais sábio, a razão encarnada. Você não. Você sempre será aquela … Mais Alford plea

22/02

Faz 5 anos que decidi imprimir aquelas flores em mim. Significou muito mais que uma sessão com o calmo cara húngaro dos traços finos e precisos. Foi lá que larguei o balão de oxigênio que eu insistia pra mim que precisava. Foi lá que decidi que poderia tentar mais uma vez.  

M1≠M2?

Eu já havia falado sobre esse nó aqui.  São vários nós que não consigo desatar. Esse é um deles. Eu a escutei e até fiz um esforço em aceitar aquela argumentação, mas sendo sincera comigo, as dúvidas continuam por aí. Faltam-me dados pra elaborar melhor, confesso. Digamos que sou duas. Uma viu o pior, toda … Mais M1≠M2?

Insomnia

They pulled the trigger. He pulls the trigger I know. My stomach has been burning ever since. Every night is a fight with the nightmares that surround me. Despite all those things I’ve learned I still blame myself. I blame myself whenever my open wounds begin to bleed and remind me of the shots . … Mais Insomnia